Saiba mais sobre a Axé Flu Veja nossas fotos O verdadeiro atleta do século O que esta acontecendo no Fluminense Inscrições para a Axé Flu Página Principal


04/10 - Pague sua mensalidade em dia(Axé FLU)



Promoção somente neste domingo 1 cerveja + calabresa = 6,50


VENCIMENTO DAS MENSALIDADES NO DIA 10/10!

Mantenha contato com o nosso Tesoureiro Jucá 71 9989-7140, tire suas dúvidas e atualize suas mensalidades!


ENDEREÇO DA NOSSA SEDE: Rua Guedes Cabral, nº 20, Rio Vermelho. Fica após o Acarajé da Regina no largo do Rio Vermelho (SENTIDO AMARALINA) e em frente à Igreja e à casa do pescador (onde parte o cortejo de Iemanjá). Prédio vermelho onde há a inscrição IDEARIUM.

Mapa de localização da sede:



Mesmo que você não vá tantas vezes à sede, procure os Secretários da Axé e ajude a manter e ampliar este projeto. A SEDE É NOSSA, CONSTRUA CONOSCO!

Volta




04/10 - Parceria Axé FLUboutique (Axé FLU Online)



Tricolores,

Estamos tentando viabilizar várias fontes de recursos para a nossa Torcida, pois como sabemos precisamos de fundos para:

1)Temos a faixa, mas queremos fazer bandeiras para os jogos!

2)Precisamos de capital para fazer as camisas da Axé FLu em modelo novo!

3)Auxilia no pagamento de custos da sede da Axé FLU!

Nesse projeto de tornar a Torcida auto suficiente queremos contar com todos os tricolores que adquirem seus produtos na Fluboutique e para colaborar com a Axé Flu basta:

Sempre que for adquirir produtos na Fluboutique, o amigo tricolor deve acessar através da vitrine (banner) colocada no site da Axé (www.axeflu.com.br ), não há qualquer alteração nos preços e você estará ajudando no crescimento e estruturação da nossa torcida!

A cada compra uma percentagem será destinada para a Axé FLU sem qualquer acréscimo aos preços praticados pela Fluboutique. Mas, LEMBREM-SE, só ganhamos se acesso e a efetivação da compra se der através do link (vitrine, banner) no site da Axé FLU, não esqueça e colabore para manter o que é nosso!

Atenciosamente

Torcida Axé FLU

Volta




04/10 - Classificação (Axé FLU Online)

TIME PG J V E D GP GC SG

1 Corinthians 53 27 16 5 6 58 45 13

2 Goiás 50 29 15 5 9 44 35 9

3 Internacional 49 28 14 7 7 48 36 12

4 Fluminense 48 27 13 9 5 52 35 17

5 Palmeiras 46 29 13 7 9 52 42 10

6 Santos 45 28 12 9 7 51 42 9

7 Paraná 45 29 12 9 8 42 35 7

8 Fortaleza 41 29 12 5 12 42 41 1

9 Botafogo-RJ 39 27 11 6 10 40 39 1

10 Ponte Preta 38 28 11 5 12 40 47 -7

11 São Paulo 38 27 10 8 9 51 42 9

12 Coritiba 38 28 10 8 10 37 38 -1

13 Cruzeiro 37 27 10 7 10 46 46 0

14 Atlético-PR 36 29 10 6 13 46 46 0

15 São Caetano 36 29 10 6 13 37 42 -5

16 Juventude 35 27 9 8 10 36 42 -6

17 Vasco 31 27 8 7 12 45 58 -13

18 Flamengo 31 29 7 10 12 32 41 -9

19 Atlético-MG 30 29 8 6 15 38 43 -5

20 Brasiliense-DF 29 28 7 8 13 36 46 -10

21 Paysandu-PA 26 28 7 5 16 42 61 -19

22 Figueirense 26 27 6 8 13 33 46 -13

Volta




04/10 - Título e Seleção na cabeça de Gabriel (Jornal dos Sports)

Artilheiro do Fluminense com 14 gols e a um de igualar a marca de lateral com mais gols em Brasileiros, Gabriel tem dois grandes objetivos a serem alcançados até o final deste ano: ajudar o Fluminense a conquistar o título nacionalzzz e chamar a atenção do técnico da Seleção, Carlos Alberto Parreira.

Mesmo sabendo que o treinador já tem um grupo praticamente fechado para a disputa da Copa de 2006, o jogador mantém a esperança de ser convocado, e avisa que não medirá esforços para garantir uma vaga no Mundial da Alemanha.

“Vou continuar sonhando até o dia da última convocação para a Copa do Mundo. Sei que o Parreira já tem um grupo quase definido, mas ainda falta tempo para ele divulgar a lista final. Estou vivendo um bom momento e tenho trabalhado bastante para manter a regularidade. Vou continuar buscando isso, e dar o meu máximo”, disse Gabriel.

Volta




04/10 - Marcão na área: ‘Estou à disposição de Abel’ (Jornal dos Sports)

Sem contar com vários titulares para o jogo contra o Corinthians, Abel poderá dar oportunidade para alguns jogadores que não vinham sendo escalados. É o caso de Marcão, que está aprimorando a forma no clube desde o dia 22 de setembro, e espera por uma chance para retornar ao time após sua desastrosa aventura no Qatar.

“A gente vem treinando normalmente, tive uma semana forte e já estou à disposição. Vou conversar com o Abel e, então, ele vai decidir. Fisicamente estou bem, mas para recuperar o tempo de bola, apenas com situações de jogo. Com os jogos, a gente pega novamente”, disse.

Após a saída do capitão do título carioca e da chegada de Petkovic, Abel mudou o esquema do time de 3-5-2 para 4-4-2. Marcão deixou claro que poderá atuar como líbero ou cabeça-de-área.

“Sei que com a minha saída mudou o esquema de jogo, mas vou ficar à disposição do Abel para ele me colocar onde precisar”, afirmou.

Querido por todos no clube, o jogador gostou da atuação de seus companheiros contra o Inter e vem vibrando com a boa fase do time.

“Foi um belo jogo e a rapaziada conquistou um ponto importante. O Inter é uma grande equipe e somar ponto fora de casa é sempre bom”, comentou.

No ataque, como Beto, Leandro e Tiuí estão fora, Abel terá de escolher entre Toró e Adriano Magrão para formar a dupla com Tuta. Quem também tem chance de começar jogando amanhã é o meia Juninho e Preto, que está recuperado da lesão na coxa e vem treinando.

Volta




04/10 - Flu vira um time ‘esfacelado’ (Jornal dos Sports)

A alteração na tabela de classificação, em razão da anulação de 11 jogos, transformou o jogo contra o Corinthians ainda mais decisivo e crucial para as pretensões do Fluminense no Brasileiro, que ficou a cinco pontos do novo líder. E justamente na hora em que mais precisa de sua força máxima e, principalmente, de Felipe e Petkovic, Abel terá de quebrar a cabeça para escalar a equipe. Além das ausências dos craques, também não contará com Leandro e Beto, contundidos, e Tiuí e Marcos Aurélio, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

“Para nós a situação ficou dramática. Teremos de jogar com o time esfacelado. Não queria abdicar de um esquema ofensivo, pois temos de vencer. Mas nestas condições, está quase impossível”, lamentou Abel.

O principal problema do técnico está no ataque. Leandro saiu no início do jogo contra o Internacional sentindo um estiramento na coxa direita.

“Fiquei muito chateado. Não podia sair logo agora, num momento decisivo em que a equipe vinha crescendo. Costumo me recuperar rápido, mas dessa vez foi mais grave”, lamentou o atacante.

Beto, que também sofreu um estiramento na coxa, no jogo contra o Santos, se colocou à disposição do técnico, mas os médicos ainda não o liberaram.

“Beto falou que quer jogar, mas entre querer e poder é complicado. Não adianta jogar quarta-feira e depois ficar umas quatro rodadas fora”, disse o técnico.

Volta




04/10 - Dores voltam e Felipe é dúvida (Jornal dos Sports)

Está ficando cada vez mais difícil para o meia Felipe (foto) manter uma seqüência de jogos este ano. O jogador, que, de acordo com o departamento médico do Fluminense estaria em boas condições físicas para enfrentar o Internacional, no último domingo, voltou a sentir dores na coxa esquerda — causadas pela recente lesão que sofreu –, e está praticamente vetado para o jogo de amanhã, diante do Corinthians, em Volta Redonda.

Ontem, no desembarque da volta de Porto Alegre, Felipe admitiu que não estava em condições ideais de jogo, no domingo, e não se mostrou esperançoso quanto a sua recuperação para o duelo com o líder do Campeonato Brasileiro.

“Todo mundo sabia que eu não estava 100%. Era notório que minhas condições não eram perfeitas no jogo contra o Inter. Se continuar assim vou prejudicar o time e me prejudicar. Vou conversar ainda com a comissão técnica, mas, pela responsabilidade que tenho, jogar assim não dá. Eu sei que todos esperam muito de mim. Mas não consigo driblar, arrancar e chutar forte”, disse o meia, que lamenta não poder ajudar a equipe nesse momento decisivo. “É uma pena porque esse jogo contra o Corinthians é importantíssimo, estamos cinco pontos atrás deles e temos se vencer de qualquer maneira.”

Volta




04/10 - Maratona tricolor (Jornal dos Sports)

Abel não tem recebido boas notícias nos últimos dias. No desembarque da delegação tricolor, ontem, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, ele parecia atordoado diante de tantos problemas. Ao mesmo tempo em que precisa quebrar a cabeça para montar o time que enfrenta o Corinthians, amanhã, em Volta Redonda, a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de anular os jogos arbitrados por Edílson Pereira de Carvalho trouxe grandes transtornos para o Fluminense.

Além de despencar na tabela, o time terá uma verdadeira maratona de jogos e viagens nas próximas semanas. Agora, mais do que nunca, será a hora de Abel e seus comandados provarem que podem mesmo superar todos os obstáculos na luta pelo título brasileiro.

Como Edílson Pereira de Carvalho apitou os jogos do Fluminense contra Juventude e Brasiliense, o time perdeu os três pontos conquistados nessas partidas, ficando na quarta colocação. Se antes da decisão, o Tricolor estava a um ponto do líder, agora essa diferença aumentou para cinco pontos. O pior é que, com a remarcação desses confrontos, o time mal terá tempo para treinar até o fim do Brasileiro e da Sul-Americana, pois o intervalo entre os jogos será mínimo.

Amanhã, o Flu enfrenta o Corinthians em Volta Redonda; sábado, vai a Curitiba jogar com o Paraná; na quarta-feira, o duelo é com o Juventude, em Caxias do Sul; depois, Botafogo, no Rio; e o jogo com o Brasiliense deve ser marcado na mesma semana em que jogará com o Universidad do Chile pela Sul-Americana.

“É capaz de, em uma semana, jogarmos terça, sexta e domingo. A decisão do Tribunal foi justa para evitar suspeitas. Mas não achei corretas essas datas em que marcaram os jogos. No sábado, falei com os jogadores que daria folga de dois dias depois do jogo contra o Paraná, pois teríamos, enfim, uma semana para trabalhar. A idéia acabou e vamos viajar ainda mais que o planejado”, disse Abel.

Volta




04/10 - Leandro ficará dez dias fora do time (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - A bruxa parece estar solta nas Laranjeiras. Depois das lesões de Preto Casagrande e de Beto, o atacante Leandro teve confirmado um estiramento de grau um no bíceps femural da coxa. Com a lesão, o atacante terá que ficar dez dias fora da equipe.

"Ainda estou como no momento do lance. Com dor e chateado por sair do time nessas condições, sem poder jogar o próximo jogo. Espero que a recuperação seja rápida. Das últimas lesões, essa parece ser a pior. Foi a que doeu mais", disse o jogador.

No desembarque da delegação tricolor no Rio de Janeiro, após jogar em Porto Alegre contra o Internacional, Leandro estava muito abatido. Recentemente, o atacante marcou um belo gol na virada sobre o Santos e vinha jogando bem, por isso a frustração.

"A lesão é ruim por tudo, não só pelo desfalque. Também pelo momento em que eu estava, Jogando bem e com o time crescendo de produção a cada rodada. Para mim, é um momento de tristeza", lamentou o atleta, que vai ficar na torcida para que o Flu consiga um bom resultado contra o Corinthians, nesta quarta-feira:

"Temos que jogar um bom futebol e buscar a vitória porque se queremos sonhar com o título precisamos dos três pontos para encostar um pouco".

Para piorar a situação do técnico Abel Braga, o único atacante disponível para ocupar a vaga de Leandro é Adriano Magrão, que tem as mesmas características de jogo de Tuta. Com isso, o treinador terá que quebrar a cabeça para saber como escalar o Tricolor para o decisivo jogo com o Corinthians.

Volta




04/10 - Datas são criticadas pelo técnico do Flu (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - Embora tenha lamentado todas as conseqüências do escândalo da arbitragem, o técnico do Fluminense considerou correta a decisão do STJD de suspender as 11 partidas apitadas pelo ex-árbitro Edílson Pereira de Carvalho. No desembarque da delegação no aeroporto, Abel Braga só lamentou a forma como os jogos serão repetidos.

"A atitude do tribunal acho justa. Para que não sejam levantadas suspeitas, anular todos foi coerente. Mas não vi qualquer tipo de irregularidade no Juventude x Figueirense nem no nosso contra o Brasiliense. Pelo menos assim só um saiu beneficiado, que foi o Corinthians", disse o técnico.

Na quarta-feira da semana que vem, dia 12, a seleção brasileira jogará pelas eliminatórias da Copa do Mundo e esse seria o único dia que o Fluminense descansaria entre jogos do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana. No entanto, a CBF agendou para esta data a repetição de quatro jogos suspensos, dentre eles Juventude x Fluminense, em Caxias do Sul.

"No sábado, disse aos jogadores que depois do jogo com o Paraná [neste sábado], daria dois dias de folga e que teríamos cinco dias para trabalhar. Agora acabou tudo isso. De repente, vou ter que viajar de Curitiba direto para Caxias do Sul", lamentou Abel.

O presidente tricolor, Roberto Horcades, confirmou que o clube pedirá a CBF para que o jogo contra o Juventude seja antecipado para a terça-feira, dia 11. Desta forma, depois da partida contra o Paraná, a delegação permaneceria no sul do país para o jogo diante dos gaúchos.

No aeroporto, Abel Braga aproveitou para criticar o calendário do futebol brasileiro, que exige que os jogadores entrem em campo duas vezes por semana durante todo o ano.

O técnico tricolor reforçou o seu argumento revelando que o Fluminense recebeu uma proposta, ainda extra-oficial, para encaixar o jogo contra o Brasiliense (outro que foi suspenso e precisa ser repetido) em uma sexta-feira.

"Os problemas estão acontecendo. Nós temos uma partida suspensa remarcada para o dia 12, mas, extra-oficialmente, já arrumaram uma data para a outra. O jogo do Botafogo passaria para o sábado, o da Sul-Americana seria na terça-feira, sexta-feira seria o Brasiliense e, na segunda-feira seguinte, jogaríamos contra o São Caetano. Aí já é brincadeira", esbravejou Abel.

"Segunda-feira é dia das almas e parece que esqueceram disso. Sou católico e quero acender a minha vela. Sexta é dia de se reunir com as famílias. São os únicos dias que você não está envolvido com futebol e querem tirar também. Acho que não é por aí", finalizou.

CURTAS DO FLUMINENSE

Flu em Brasília: A diretoria tricolor estuda a antecipação da partida contra o Universidad Católica, do Chile, pela Copa Sul-Americana, para a terça-feira, dia 18. O jogo está marcado para o dia 19 e, nessa data, o estádio de São Januário estará sendo usado para o clássico entre Vasco e Botafogo.

Se não conseguir antecipar, o Fluminense deverá jogar na capital federal. "Na Copa Sul-Americana não temos como [jogar em São Januário] porque a prioridade é do Vasco. Estamos negociando onde vamos jogar, mas deverá ser em Brasília", disse o presidente Roberto Horcades.

Pet na Suíça: Como está suspenso para o jogo contra o Corinthians, o meia Petkovic foi liberado pela comissão técnica para resolver problemas pessoais na Suíça. De lá, o jogador viajará para a Sérvia e depois retorna ao Brasil para o treino de quinta-feira, nas Laranjeiras.

Volta




04/10 - Leandro pára por dez dias (Placar)

RIO DE JANEIRO - O atacante Leandro ficará dez dias de fora da equipe do Fluminense. O jogador foi submetido a um exame de ressonância magnética, nesta segunda-feira, que constatou estiramento muscular na coxa direita do Guerreiro tricolor. A lesão deixará o jogador de fora das partidas contra o Corinthians e Paraná Clube, ambas pelo Campeonato Brasileiro.

“É muito ruim sair nesse momento em que venho atuando bem e ajudando a equipe. Realmente, estou muito triste. Na hora, a dor que senti foi muito forte“, ressaltou Leandro, que deixou chorando a partida deste domingo, quando o Flu empatou por 2 x 2 com o Internacional, no Beira-Rio.

Com a baixa do atacante, sobem para cinco os desfalques confirmados para a partida contra o Timão. Petkovic, Marcos Aurélio, Rodrigo Tiuí (todos suspensos) e Beto (lesionado) já estavam fora.

O treinador Abel Braga lamentou mais um problema para escalar o time das Laranjeiras visando ao compromisso contra o líder, nesta quarta, encarado como fundamental para as pretensões tricolores.

“Uma derrota pode levar a diferença para oito pontos. Não teremos a parte ofensiva da equipe e ainda corremos o risco de perder o Felipe, também lesionado. Jamais abdicaremos da postura ofensiva, mas é quase impossível formar um ataque”, ressaltou o técnico, que conta apenas com a opção de Adriano Magrão, que tem características semelhantes às do titular Tuta.

Volta




04/10 - Clube dos 13: reunião para debater anulação de jogos (Placar)

SÃO PAULO - O Clube dos 13 vai se reunir para discutir a decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) sobre a anulação dos 11 jogos apitados por Edílson Pereira de Carvalho. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, afirmou o grupo decidirá nesta terça se entrará ou não com recurso.

A discussão será aberta para os clubes que se sentirem prejudicados pela decisão de Luiz Zveiter, já que o próprio presidente do STJD que disse que a medida adotada é apenas uma liminar e possibilita que qualquer agremiação possa recorrer.

Para Teixeira, o Santos não deveria encarar novamente o Corinthians. “O Edílson declarou que o Giovanni acabou com o jogo. Nos sentimos injustiçados e estamos estudando as possibilidades“, afirmou o mandatário do Peixe, referindo-se à vitória sobre o Corinthians, por 4 x 2, na Vila Belmiro.

Quem também questiona o STJD é o Internacional. O time gaúcho era líder do nacional e caiu para a terceira colocação após a anulação dos jogos. “Fomos prejudicados e perdemos uma coisa que ganhamos dentro de campo. Queremos anular essa medida“, esbravejou o presidente Fernando Carvalho.

Além dos pontos perdidos, os clubes mandantes estão preocupados com as despesas que terão de pagar. “Se não vai ter renda, quem vai pagar agora?”, disse Teixeira.

Volta




04/10 - Abel, técnico do Flu, concorda com anulação de jogos (GloboEsporte.com)

RIO DE JANEIRO - O técnico Abel Braga aprovou a decisão do STJD de anular os 11 jogos do Brasileiro apitados por Edilson Pereira de Carvalho. Mas não sabe como o Fluminense fará para disputar as suas duas partidas, contra Juventude e Brasiliense. O primeiro confronto, em Caxias do Sul, está marcado para o próximo dia 12. E o segundo jogo ainda não tem data marcada.

- Achei justa a decisão de anular os jogos, para não levantar suspeitas depois. Foi uma decisão coerente, mas marcar os jogos como estão fazendo não é. Até o momento só um foi beneficiado: o Corinthians - disse Abel.

O Tricolor tenta antecipar a partida contra o Juventude para o dia 11, a fim de seguir no Sul, já que enfrenta o Paraná neste sábado, no Pinheirão. Além disso, o clube está criando uma tabela com seus compromissos e as datas ideais para realizar seus jogos, que será apresentada à CBF.

Pelo fato de o Flu estar na Copa Sul-Americana, está difícil encontrar um dia para a disputa do jogo contra o Brasiliense sem que o time tenha que entrar em campo em intervalos de tempo muito curtos, como a cada dois dias, por exemplo.

Volta




04/10 - Abel sofre para manter Flu ofensivo (GloboEsporte.com)

RIO DE JANEIRO - Após o empate por 2 a 2 com o Internacional, neste domingo, no Beira-Rio, o técnico Abel Braga declarou que, mesmo com os desfalques para a partida contra o Corinthians, nesta quarta-feira, em Volta Redonda, iria manter o time ofensivo. Vinte e quatro horas depois, já não está tão fácil cumprir a promessa.

- Para nós se tornou um jogo dramático. Se perdermos, eles abrem oito pontos. E praticamente não tenho opções para o ataque. O time está esfacelado - ressaltou Abel, preocupado com o adversário, que tem 53 pontos e está na liderança da competição. O Tricolor tem 48 pontos e ocupa a quarta colocação.

No ataque, o treinador não contará com Leandro e Beto, machucados, e Rodrigo Tiuí, suspenso. No meio, Petkovic e Marcos Aurélio também cumprem suspensão. Felipe, sentindo dores na coxa esquerda, é dúvida. As opções na frente são Adriano Magrão e Toró. No meio, Preto Casagrande está liberado pelo departamento médico.

Marcão, que foi reintegrado ao elenco após voltar do Qatar, também pode ganhar uma chance, assim como Milton do Ó. Com isso, Abel teria um time menos ofensivo.

- Poderia tentar administrar a partida, mas agora não é mais possível. Nunca abdiquei de atacar, mas até para manter isso está difícil, não tenho peças - lamentou Abel, que após o desembarque no Rio, nesta segunda-feira, esteve nas Laranjeiras para acompanhar o trabalho de Preto e Marcão.

Volta




04/10 - Gabriel perto de igualar recorde de gols de laterais-direitos(Lancenet)

Com o gol que fez no domingo, contra o Internacional, Gabriel chegou a 14 no Brasileirão e ficou a apenas um de igualar o recorde estabelecido por Mancini e Paulo Baier, que são os dois laterais-direitos que mais marcaram gols em uma única edição do campeonato.

– É claro que marcar gols é sempre uma alegria, mas não fico pensando em ser artilheiro. O mais importante é buscarmos os pontos necessários para sermos campeões – disse Gabriel, avisando que ainda não desistiu de disputar a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

– Falta tempo para o Parreira divulgar a lista final. Vou continuar sonhando até o dia da última convocação. Estou vivendo um bom momento e tenho trabalhado para manter a minha regularidade.

Volta




04/10 - Leandro: 'Foi minha pior lesão'(Lancenet)

Abatido, o atacante Leandro desembarcou nesta segunda-feira à tarde no Rio de Janeiro lamentando a lesão sofrida na coxa direita ainda no primeiro tempo do empate (1 a 1) de domingo contra o Internacional. A expectativa é que o jogador desfalque o time por pelo menos duas semanas.

– Das lesões que eu sofri no Fluminense, esta foi a pior. A dor não melhorou nada de domingo para hoje (segunda). Agora é esperar para ver no que vai dar o exame – contou Leandro, chateado por ter deixado o time justamente agora, às vésperas de um jogo contra o líder Corinthians, quando o Tricolor vai tentar se manter vivo na disputa pelo título do Brasileirão.

– Queria muito jogar esta partida. É muito triste sair da equipe nestas condições... – completou.

Volta




04/10 - Fluminense quer mudar data de jogo contra o Juventude (Lancenet)

A diretoria tricolor vai estudar a possibilidade de pedir a antecipação da partida contra o Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, do dia 12 para 11, terça-feira. Se isso acontecer, a delegação não vai voltar para o Rio de Janeiro depois do jogo contra o Paraná, sábado, ficando direto no Sul do país.

Nesta terça-feira, o time treinará às 15h nas Laranjeiras e depois viajará para Volta Redonda, onde enfrentará o líder Corinthians, quarta-feira à noite, no Raulino de Oliveira. Na quinta-feira, o treino será novamente nas Laranjeiras, às 15h30min. A viagem da delegação para Curitiba está marcada para sexta-feira de manhã.

Volta




04/10 - Fluminense x Universidad Católica deve ser em Brasília (Lancenet)

Como a CBF remarcou o clássico Vasco x Botafogo para dia 19, às 20h30min, em São Januário, o Fluminense terá que fazer o jogo de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana, contra o Universidad Católica (que estava marcado para mesma data) em outro local.

O presidente tricolor, Roberto Horcades, disse nesta segunda-feira à tarde que o provável é que esta partida aconteça no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

– A prioridade, claro, é do Vasco, que é o dono do estádio. Ainda estamos estudando, mas devemos levar a partida para Brasília.

Volta




03/10 - Felipe deve desfalcar o Flu ante Timão (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - Por essa o técnico Abel Braga e a torcida do Fluminense não esperava. Se não bastassem os desfalques de Pet, Beto, Leandro e Tiuí para o jogo de quarta-feira, contra o Corinthians, o Tricolor dificilmente terá o meia Felipe.

No desembarque desta segunda-feira à tarde, quando a delegação retornou de Porto Alegre, o jogador disse que ainda sente muitas dores na coxa esquerda - causadas pela recente lesão que sofreu - e praticamente descartou sua escalação no duelo contra o líder do Brasileiro.

"Todo mundo sabia que eu não estava 100%. Estava notório que minhas condições não eram perfeitas [no jogo contra o Inter]. Se continuar assim vou prejudicar a equipe e me prejudicar. Vou conversar ainda com a comissão técnica, mas, pela responsabilidade que tenho, jogar assim não dá. Não conseguir driblar, arrancar e chutar fica muito ruim", disse o meia.

A preocupação dos médicos do Fluminense é grande e um exame já foi agendado para às 17h30 desta tarde. Entretanto, mesmo que nada seja apontado Felipe dificilmente enfrenta o Corinthians, o que frustrou o treinador Abel.

"Ainda tem essa. Quero colocar um time ofensivo, todo mundo sabe que eu gosto de jogar assim, mas é praticamente impossível com tantos desfalques", lamentou o treinador, que não se empolgou nem ao saber que o atacante Beto, outra que se recupera de lesão na coxa, deseja entrar em campo.

"O Beto falou que quer jogar, mas entre querer e poder é complicado. Não adianta jogar quarta-feira e depois ficar umas quatro rodadas fora", completou o comandante, que disse não ter idéia de que equipe colocará em campo.

Volta




03/10 - Marcão está pronto para retornar ao Flu (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - Desde o dia 22 de setembro, quando foi reincorporado ao elenco tricolor, o volante Marcão vem treinando em tempo integral. O condicionamento físico está perfeito, mas por ter ficado muito tempo sem jogar, o tempo de bola e o fôlego para agüentar o ritmo de uma partida ainda são uma incógnita.

"A gente vem treinando normalmente, tive uma semana forte e já estou à disposição. Vou conversar com o Abel e, então, ele vai decidir. Fisicamente estou bem, mas para recuperar o tempo de bola, apenas com situações de jogo. Com os jogos, a gente pega novamente", disse Marcão ao Pelé.Net.

Consciente de que após a sua saída para o futebol árabe perdeu espaço no time, Marcão garante que aguarda uma nova chance sem pressa. Mas revela que a ansiedade existe e, para reconquistar uma vaga, se adaptará em qualquer esquema tático.

"Sei que com a minha saída mudou o esquema de jogo, mas vou ficar à disposição do Abel para ele colocar o Marcão onde precisar", disse o jogador, que sempre se refere a si próprio em terceira pessoa.

Quando Marcão ainda atuava no time, o técnico Abel Braga havia encaixado o Tricolor no esquema 3-5-2, em que o jogador atuava como líbero. Com a sua saída e com a chegada de Petkovic, o treinador mudou e passou a armar a equipe no 4-3-3.

O Fluminense manteve o bom padrão e seguiu vencendo. O time hoje briga pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro e, nesta quarta-feira, terá um difícil compromisso diante do líder Corinthians. Com a suspensão de Marcos Aurélio, pode ser que Marcão tenha uma chance.

"É um momento muito bom do time e é importante estar bem", disse o jogador, que considerou bom o empate contra o Internacional, no Beira Rio:

"Foi um belo jogo e a rapaziada conquistou um ponto importante. O Inter é uma grande equipe e somar ponto fora de casa é sempre bom".

Volta




03/10 - Leandro é a grande dúvida do Fluminense (Placar)

RIO DE JANEIRO - Sem poder contar com Petkovic, que recebeu o terceiro cartão amarelo no empate por 2 x 2 com o Internacional, domingo, no Beira-Rio, o técnico Abel Braga não sabe se poderá contar com outro jogador fundamental em seu esquema no jogo desta quarta-feira, contra o Corinthians, em Volta Redonda. O atacante Leandro sofreu uma lesão na coxa direita e dificilmente terá condições de enfrentar o líder do Brasileiro.

Leandro foi substituído por Rodrigo Tiuí aos 22 minutos do primeiro tempo e ficou no banco, chorando muito por causa da dor provocada pela lesão. O atacante será submetido a um exame de ressonância magnética na tarde desta segunda-feira para que fique clara sua real situação.

Como Tiuí recebeu o terceiro cartão amarelo e Beto continua entregue ao departamento médico, o técnico Abel Braga terá que improvisar Felipe ou escalar Adriano Magrão como companheiro de Tuta no ataque tricolor. Mas o treinador afirma que não mudará sua filosofia de jogo.

“Uma coisa eu posso garantir: não vamos abrir mão de jogar ofensivamente, mesmo sem contar com o Leandro e o Beto”, disse Abel, que deve promover o retorno de Preto ao meio-campo tricolor.

Volta




03/10 - Felipe diz que joga no sacrifício contra o Corinthians (Lancenet)

O meia Felipe rechaçou qualquer possibilidade de ficar de fora da partida contra o Corinthians nesta quarta, em Volta Redonda. O jogador sente dores na coxa esquerda, mas garante que joga, mesmo que no sacrifício.

-Se fosse outro jogo, poderia ficar fora. Só espero que não cobrem de mim o que não poderei dar. Vou tentar fazer o meu jogo, com arrancadas e dribles, que é o que eu sei fazer - disse o meio-campo.

Se confirmada a escalação de Felipe, sobra uma vaga no meio-campo. Juninho, Toró e Preto Casagrande, se conseguir se recuperar de lesão, disputam a vaga deixada por Petkovic, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Volta




03/10 - Remarcação de clássico tira Flu de São Januário contra chilenos (Gazeta)

Rio de Janeiro (RJ) - A partida de ida entre Fluminense e Universidad Católica, do Chile, pelas quartas-de-final da Copa Sul-americana, não poderá ser disputada no estádio de São Januário, assim como estava marcado anteriormente. No mesmo dia 19 de outubro, será realizado no local o confronto entre Vasco e Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. O clássico foi remarcado após o escândalo envolvendo o árbitro Edílson Pereira de Carvalho.

O estádio Luso-brasileiro, na Ilha do Governador, e o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, seriam algumas das opções do Tricolor das Laranjeiras, caso a data da partida diante dos chilenos não seja alterada pela Confederação Sul-americana de Futebol.

Volta




03/10 - Fluminense tem muitos problemas para encarar o Timão (Gazeta)

Rio de Janeiro (RJ) - Escalar o ataque do Fluminense para a partida desta quarta-feira, contra o Corinthians, em Volta Redonda, é o grande problema do técnico Abel Braga. Além de Beto, com uma lesão muscular, o treinador perdeu Leandro, que sentiu um problema na coxa direita na partida contra o Inter.

De acordo o médico Vítor Fávila, Leandro será reavaliado nesta terça-feira, mas acredita que as chances do jogador de enfrentar o clube paulista são muito remotas. Para piorar a situação, Petkovic, Gabriel Santos, Juan, Marcos Aurélio e Rodrigo Tiuí receberam o terceiro cartão amarelo.

Por conta deste panorama, Abel pode promover a estréia do atacante Adriano Magrão, ex-Anapolina, embora o jogador tenha as mesmas características de Tuta. O mais provável é que Felipe seja adiantado, com a entrada de Marcão, Juninho ou Preto Casagrande no meio-de-campo. Nas demais posições, Lino deverá ser o substituto de Juan, enquanto Thiago tem chances de fazer sua estréia no lugar de Gabriel Santos.

A definição por parte do treinador só será conhecida durante o treinamento desta terça-feira, nas Laranjeiras, já que o time treinou na manhã desta segunda em Canoas, ainda no Rio Grande do Sul, e foi liberado após desembarcar no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.

Volta




03/10 - Jogo do Flu pela Sul-Americana não será em São Januário (Lancenet)

A primeira partida entre Fluminense x Universidad Católica-CHI pelas quartas-de-final no da Copa Sul-Americana, que está marcada para o dia 19 de outubro, não será mais disputada em São Januário. O jogo entre Vasco x Botafogo pelo Campeonato Brasileiro foi remarcado pela CBF para o mesmo dia da partida do Tricolor.

- O jogo estava confirmado para São Januário, mas por causa da anulação de alguns jogos pelo STJD, eles foram remarcados e neste dia Vasco e Botafogo jogarão novamente. A diretoria está estudando e vamos ver um local para a realização da partida ou até mesmo a alteração da data do jogo - disse o assessor de imprensa do Fluminense, Alexandre Bittencourt ao LANCENET!

A Arena Petrobras, na Ilha, e o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, seriam algumas das opções do Tricolor. Alterando a data, a partida poderia ser realizada na terça-feira, dia 18, um dia anterior ao jogo inicialmente marcado.

Volta




03/10 - Petkovic não enfrenta o Corinthians (Gazeta)

Rio de Janeiro (RJ) - O Fluminense não poderá contar com o meia Petkovic para a partida dessa quarta-feira, diante do Corinthians, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O sérvio recebeu o seu terceiro cartão amarelo na partida diante do Internacional, em Porto Alegre, e está suspenso.

Além de Petkovic, o time carioca não vai poder contar com o atacante Rodrigo Tiuí e o volante Marcos Aurélio, ambos suspensos.

Volta




03/10 - Abel promete seguir com Flu ofensivo (GloboEsporte.com)

RIO DE JANEIRO - O técnico Abel Braga provavelmente não contará com o atacante Leandro para a partida do Fluminense desta quarta-feira, contra o Corinthians, em Volta Redonda. O jogador deixou o campo do Beira-Rio com dores e sofreu um estiramento na coxa esquerda, no empate por 2 a 2 com o Internacional, neste domingo. Porém, mesmo sem contar com Leandro e tendo Beto ainda no departamento médico, o treinador garantiu que não abrirá mão da ofensividade ao armar a equipe.

- Uma coisa eu posso dizer: não vamos abrir mão de jogar para a frente, mesmo sem contar com o Leandro e até com o Beto - explicou Abel, que teve o retorno de Felipe nesta partida.

Rodrigo Tiuí, que poderia ser mais uma opção para o ataque, recebeu o terceiro cartão amarelo e não joga. Além dele, Abel perdeu Petkovic e Marcos Aurélio pelo mesmo motivo. No entanto, Preto Casagrande volta de lesão.

Volta




03/10 - Flu não terá três titulares contra o Corinthians(Lancenet)

O Fluminense terá os desfalques de três titulares para a partida contra o Corinthians nesta quarta-feira, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O zagueiro Gabriel Santos, o lateral-esquerdo Juan e o meia Petkovic receberam o terceiro cartão amarelo contra o Inter e não pegam o Timão.

Desses, o desfalque mais sentido, sem dúvida, será o do meia Petkovic, que vem fazendo a diferença no Tricolor, embora não tenha realizado uma boa partida contra o Colorado, no Beira-Rio.

Além deles, o técnico Abel Braga não contará com dois reservas, Rodrigo Tiuí e Marcos Aurélio, também suspensos com três amarelos. O atacante Leandro, que saiu logo no primeiro tempo de jogo, sente dores na coxa direita e é desfalque praticamente certo contra a equipe paulista.

Volta




03/10 - Com anulação, Flu terá nova maratona (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - A decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de anular todos os jogos do Campeonato Brasileiro apitados pelo ex-árbitro Edílson Pereira de Carvalho obrigará o Fluminense a fazer nova maratona de viagens a partir do próximo fim de semana.

Edílson havia arbitrado duas partidas do Tricolor (contra Juventude e Brasiliense) e os comandados de Abel Braga conquistaram três pontos nesses confrontos. Embora o time tenha nova chance de ganhar seis pontos, o treinador perdeu a única semana de folga que o elenco teria para treinar.

No dia 12 de outubro, data que a CBF marcou quatro dos 11 jogos apitados pelo ex-árbitro, o Fluminense enfrentará o Juventude. Não fosse por toda a confusão envolvendo o escândalo da arbitragem, Abel teria, finalmente, uma semana inteira de treinos, sem viagens nem jogos.

Naquela data, haverá jogo da seleção brasileira pelas eliminatórias da Copa do Mundo e, conseqüentemente, o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana seriam interrompidos.

O Fluminense jogará contra o Corinthians, nesta quarta-feira, viajará para Curitiba, onde enfrentará o Paraná, no sábado (dia 8), e, provavelmente, permanecerá no Sul do país. Afinal, com os novos rumos do Brasileirão, no dia 12 o time deverá estar em campo, devidamente preparado e uniformizado, para o novo embate diante do Juventude.

Volta




03/10 - Crianças ficam feridas em tumulto no Beira-Rio (Lancenet)

Um tumulto generalizado iniciado após uma pequena briga na torcida organizada "Camisa 12", do Internacional, provocou ferimentos em dezenas de crianças depois do jogo Inter 2 x 2 Fluminense, neste domingo, no Beira-Rio, que estava lotado com 40 mil pessoas. A brigada militar, demonstrando nervosismo e despreparo, entrou com cavalos no meio da multidão e atirou bombas de gás lacrimogêneo inclusive em setores do estádio que não estavam envolvidos na confusão. A medida originou um corre-corre no qual crianças foram pisoteadas e feridas.

Dezenas de crianças com fraturas, escoriações e bandagens nos olhos por causa do gás lacrimogêneo foram atendidas no departamento médico do Internacional e em hospitais nas imediações do Beira-Rio. Houve registro de um menino que perdeu dois dedos da mão.

Antes do início da partida, cerca de 300 crianças entre cinco e dez anos entraram em campo com os jogadores do Inter. Depois, quando os meninos voltavam para as cadeiras, a brigada militar quebrou as bandeirinhas que as crianças carregavam alegando que as hastes das bandeiras poderiam se tornar armas.

Perguntado sobre a confusão que acabara de ocorrer no Beira-Rio, o secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, José Otávio Germano, disse que não sabia do que havia ocorrido.

Volta




03/10 - Abel elogia o Flu e reclama da arbitragem (O Globo)

PORTO ALEGRE - O técnico do Fluminense, Abel Braga, elogiou o seu time no empate deste domingo com o Internacional por 2 a 2, no Beira-Rio. Ao mesmo tempo, ele não deixou de criticar o árbitro Heber Roberto Lopes.

- Foi um resultado justo num jogo disputado e equilibrado. Lamento que a falta que originou o gol de empate do Inter não tenha acontecido. A TV mostrou. E o Jorge Wagner é um exímio cobrador - afirmou Abel.

Abel Braga não terá Petkovic, Marcos Aurélio e Rodrigo Tiuí, suspensos, além de Leandro, machucado, no próximo jogo, contra o Corinthians. Mas ele poderá contar com Preto e Marcão na partida de quarta-feira, em Volta Redonda. Os dois jogadores treinam nesta segunda-feira nas Laranjeiras e devem ser confirmados como titulares pelo treinador.

Volta




03/10 - Personagem - Radamés (Jornal dos Sports)

Com apenas 19 anos, Radamés foi ontem o verdadeiro gigante do Beira-Rio. Jogando com valentia, personalidade e exibindo um pulmão invejável, ele foi importante em todos os setores. Marcou com uma aplicação incrível, levando vantagem na maioria das disputas e ainda foi o motor do time, fazendo bem a saída de bola e a ligação com o ataque. Radamés provou que não pode sair do time. A infeliz substituição de Abel, que o tirou para a entrada de Marcos Aurélio, acabou custando caro. Com poucos recursos técnicos, o reserva fez uma falta desnecessária na entrada da área que resultou no gol de empate do Inter. Que sirva de lição para o técnico tricolor que, incompreensivelmente, ainda insiste em escalar Marcos Aurélio.

Volta




03/10 - Com um gosto amargo (Jornal dos Sports)

Empatar com o Internacional em pleno Beira-Rio pode ser considerado um bom resultado. Mas o Fluminense teve uma boa atuação e vencia o jogo até os 41 minutos do segundo tempo, quando sofreu o gol de empate. O placar de 2 a 2 acabou tendo um gosto amargo para os tricolores. Tiuí e Gabriel marcaram para o Flu e Rentería e Jorge Wagner fizeram os gols do Internacional.

Com a anulação de dois de seus jogos, o Fluminense passa a somar 48 pontos e, na quarta colocação, continua na zona de classificação para Libertadores e na luta pelo título brasileiro. Seu próximo jogo será quarta-feira, contra o líder Corinthians, em Volta Redonda.

Empurrado por seus torcedores, que lotaram o Beira-Rio, o Inter começou pressionado e marcando a saída de bola do Fluminense. Os gaúchos forçavam as jogadas altas na área, mas não criavam chances reais de gol. O campeão carioca precisou de apenas dez minutos para sair da pressão e impor sua melhor qualidade técnica. Com um bom toque de bola, o Tricolor foi ocupando o campo de defesa do Inter e envolvendo o adversário.

A primeira boa chance foi do Flu. Pet serviu Tuta, que passou por Clemer, mas sem ângulo, acabou chutando na zaga. Logo depois, Leandro sentiu e deixou o campo para a entrada de Tiuí.

A defesa colorada mostrava deficiência e facilitava a vida dos atacantes tricolores. Após um erro na saída de bola, Pet poderia ter marcado, mas resolveu tocar a bola para Tuta, perdendo outra chance. O Inter respondeu num chute de Rafael Sóbis em que Radamés evitou o gol. Aos 40 minutos, Tuta levou a melhor sobre a zaga, mas chutou fraco. Três minutos depois, veio o castigo. Rentería aproveitou uma bobeada da defesa tricolor e chutou forte para marcar.

O segundo tempo foi eletrizante e equilibrado. O Inter assustava com cruzamentos na área e o Flu respondia com jogadas trabalhadas e dribles de Felipe, Pet e Gabriel. Aos 12, Tiuí empatou completando falta cobrada de Pet. E, aos 32, Juan fez um cruzamento perfeito para Gabriel marcar o gol da virada tricolor.

Quando parecia que o Fluminense conseguiria uma vitória importantíssima em sua luta pelo título, aos 41, Marcos Aurélio, que estranhamente substituiu Radamés (o melhor em campo) fez falta em Fernandão na entrada da área. Jorge Wagner cobrou com perfeição e deixou tudo igual.

Volta




03/10 - Jogadores lamentam empate (Jornal dos Sports)

O empate de ontem entre Fluminense e Internacional foi bom apenas para o Corinthians, que venceu o Brasiliense e chegou a 52 pontos, disparando na liderança do campeonato. O Tricolor acabou ficando a cinco pontos do líder, que será seu próximo adversário. Nesse jogo, o Fluminense não terá Petkovic e Tiuí, que receberam o terceiro cartão amarelo. Porém, o que os jogadores mais lamentaram ontem foi ter sofrido o gol de empate no fim do jogo. Kleber elogiou a cobrança de Jorge Wagner e não deixou de criticar Marcos Aurélio, que fez a infração fatídica e desnecessária.

“A batida da falta foi boa e entrou no ângulo. Méritos dele. O que não deveria era ter acontecido foi a falta porque é um ponto forte do Inter, com as cobranças do Jorge Wágner”, disse o goleiro, que gostou a postura do time. “Tenho certeza de que jogamos bem e que vamos até a reta final do Brasileiro disputando o título porque a equipe é boa e tem muita qualidade”, afirmou Kleber.

Arouca também elogiou o algoz, mas ressaltou a luta dos tricolores, que por pouco não conseguiram voltar com os três pontos de Porto Alegre. “Foi uma excelente cobrança. No jogo, o importante foi que o Fluminense não desistiu nunca e pelo menos conseguiu o empate”, opinou.

Volta




03/10 - Em jogo emocionante, Flu e Inter ficam no 2 a 2 (O DIA Online)

Em uma partida eletrizante, o Fluminense visitou o Inter neste domingo no Beira Rio e ficou no empate de 2 a 2 com a equipe gaúcha. Tiuí e Gabriel fizeram os gols tricolores. Renteria e Jorge Wagner marcaram para o time gaúcho. Com o resultado, o Flu chega aos 48 pontos em 27 jogos, na 4ª colocação. O Inter soma agora 49 em 28 partidas, ocupando a 3ª posição.

O Fluminense teve uma perda significante no começo do primeiro tempo. Aos 20 minutos, Leandro, machucado, saiu para a entrada de Rodrigo Tiuí.

Apesar do equilíbrio da partida, o Flu não se intimidava e conseguia algumas chances. Numa delas, aos 24 minutos, Juan chutou de longe, levando perigo ao gol de Clemer. Mas a partida era marcada pela forte marcação no meio-campo, o que dificultava a chegada das equipes ao gol.

Mas, empurrada pela torcida, a equipe gaúcha quase chegou ao gol aos 38 minutos. Após cruzamento, Rafael Sobis chutou e Radamés tirou em cima da linha.

O Inter levava mais perigo e a pressão deu resultado aos 43 minutos. Após lançamento longo, a zaga tricolor não conseguiu cortar e a bola sobrou para o atacante Renteria que chutou forte sem defesa para Kléber. 1 a 0 Inter.

No segundo tempo, o Fluminense voltou um pouco mais esperto e o Inter só conseguia ameaçar em chutes de longe e bolas áereas.

E foi justamente em uma das armas do Inter que o Fluminense conseguiu o empate. Aos 12 minutos, Pet cobrou falta da ponta direita, ninguém escorou e a bola sobrou para Tiuí, que empurrou para o gol. 1 a 1.

Destemido como sempre, o Fluminense conseguiu a virada aos 32 minutos. Juan puxou contra-ataque e cruzou na segunda trave para Gabriel, que chegou completando de primeira. 2 a 1. Silêncio no Beira Rio.

Aos 39 minutos, Felipe, cansado, deu lugar a Juninho.

E aos 41, após forte pressão, o Inter teve cobrança na entrada da área. Jorge Wagner, com categoria, empatou, levando a torcida colorada ao delírio. Final: 2 a 2.

Volta




03/10 - Sem Pet e Leandro, Abel terá problemas para escalar o time (O DIA Online)

O técnico Abel Braga terá que quebrar a cabeça para escalar o setor ofensivo do time tricolor na partida de quarta-feira, em Volta Redonda, contra o Corinthians, líder do Brasileirão.

Sem o atacante Beto, que se recupera de lesão na coxa, o treinador não poderá ter Leandro, que deixou o jogo contra o Internacional machucado na coxa esquerda; e Rodrigo Tiuí, suspenso com três cartões amarelos.

Para piorar ainda mais a situação do treinador, Petkovic também está suspenso com três amarelos e é desfalque certo. Desta forma, Abel precisa encontrar o parceiro de Tuta. E ele tem tem duas alternativas. Escalar Adriano Magrão, centroavante que tem as mesmas características de Tuta, ou adiantar Felipe no ataque. Mas, sem Petkovic, o time fica sem ninguém para armar as jogadas. Como esta segunda-feira é dia de folga para o elenco, o técnico Abel Braga só vai começar a solucionar seus problemas, no treino de amanhã.

Volta




03/10 - Kléber: ‘A falta foi desnecessária’ (O DIA Online)

O goleiro Kléber esperava que a festa de seus 150 jogos vestindo a camisa 1 do Fluminense fosse completa com a vitória sobre o Internacional. E por pouco seu desejo não foi realizado. O Tricolor vencia por 2 a 1, quando, aos 41 minutos, Marcos Aurélio fez falta na entrada da área. Jorge Wagner bateu com maestria e tirou um pouco da alegria de Kléber.

O goleiro, que fez boas defesas no jogo, principalmente no segundo tempo, disse que a falta cometida por Marcos Aurélio foi desnecessária. "A batida da falta foi boa e entrou no ângulo. Méritos dele. O que não deveria era ter acontecido a falta porque é um ponto forte do Inter, com as cobranças do Jorge Wágner. Mas tenho certeza que jogamos bem e que vamos até a reta final disputando o título", disse.

Volta




03/10 - Abelão considera justa a igualdade (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - Um bom resultado. Assim o técnico do Fluminense, Abel Braga, classificou o empate por 2 a 2 contra o Internacional, neste domingo à tarde, no Beira-Rio, pela 29ª rodada do Brasileirão.

Mesmo tendo levado o gol que decretou a igualdade nos minutos finais, o treinado achou a partida equilibrada e lamentou ter perdido o atacante Leandro - lesionado - no primeiro tempo.

"Foi uma grande perda, porque o Leandro já está encaixado no nosso esquema de jogo. Mas o resultado acabou sendo justo, porque são duas equipes que jogam procurando o gol", disse o treinador.

Agora, o Fluminense, quarto colocado com 48 pontos, terá pela frente o líder Corinthians, que tem 53 pontos. A partida será nesta quarta-feira, em Volta Redonda, e nela Abel Braga deve mudar o posicionamento de Felipe.

Sem poder contar com Leandro e Beto, lesionados, e Petkovic e Tiuí, suspensos, o treinador pode optar por escalar o meia mais adiantado, até porque criticou a forma como Felipe atuou no primeiro tempo contra o Internacional.

"Ele começou o jogo jogando muito atrás, longe da área deles [Inter]. Depois que passou a chegar no ataque a nossa equipe melhorou e criamos boas chances. Poderíamos até ter liquidado o jogo", disse Abel Braga.

Volta




03/10 - Abel terá problemas para escalar ataque (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - O técnico do Fluminense, Abel Braga, terá que quebrar a cabeça para escalar o setor ofensivo do Tricolor na partida da próxima quarta-feira, em Volta Redonda, contra o Corinthians, líder do Brasileirão.

Se já não contava com Beto, que se recupera de lesão na coxa, o treinador não poderá ter Leandro - que deixou o jogo contra o Inter chorando de dor na coxa esquerda - e Rodrigo Tiuí, suspenso com três cartões amarelos.

Para piorar, o meia-atacante Petkovic também está suspenso com três amarelos e é desfalque certo. Desta forma, achar o parceiro de Tuta passou a ser um problema e o técnico tem duas alternativas.

Em uma delas, coloca Adriano Magrão, centroavante nato, mas que tem as mesmas características de Tuta. Outra opção é adiantar Felipe, mas, com Pet suspenso, o time careceria de alguém para armar o jogo.

Entretanto, Abel Braga só começará a decidir o time na terça-feira, já que nesta segunda não haverá treinamento nas Laranjeiras. A delegação tricolor só chegará às 14h15 no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro e o restante do dia será de folga.

Com 48 pontos, o Fluminense termina esta 29ª rodada em quarto lugar. Contudo, está com dois jogos a menos, já que terá de enfrentar novamente Juventude e Brasiliense, jogos que foram apitados pelo ex-árbitro Edílson Pereira de Carvalho e foram anulados.

Volta




03/10 - No Tricolor, elogios à cobrança do Inter (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - O belo gol de falta do Internacional, marcado por Jorge Wágner, aos 40min do segundo tempo, tirou a vitória do Fluminense na tarde deste domingo, no Beira-Rio. Após a partida, os jogadores tricolores deixaram o gramado elogiando a cobrança do atleta colorado.

Kleber saltou atrasado no lance, mas a defesa era muito difícil, já que a bola entrou no ângulo direito. O goleiro, que fez boas defesas ao longo do jogo, principalmente no segundo tempo, disse que a falta cometida por Marcos Aurélio foi desnecessária.

"A batida da falta foi boa e entrou no ângulo. Méritos dele. O que não deveria era ter acontecido a falta porque é um ponto forte do Inter, com as cobranças do Jorge Wágner. Mas tenho certeza que jogamos bem e que vamos até a reta final disputando o título porque a equipe é boa e tem muita qualidade", disse o goleiro.

Com o empate, o Fluminense passou a somar 48 pontos e viu o Corinthians se distanciar na liderança do Brasileiro. O time paulista venceu o Brasiliense e foi a 53 pontos na tabela. Mesmo assim, o volante Arouca, outro que elogiou o chute de Jorge Wágner, gostou do resultado.

"Foi uma excelente cobrança. No jogo, o Fluminense não desistiu nunca e conseguiu o empate no fim das contas, o que é mais importante do que a derrota", opinou.

Para o zagueiro Gabriel Santos, o Tricolor teve uma boa apresentação e mostrou porque é um dos candidatos ao título. "Tivemos um segundo tempo muito bom, em que a equipe impôs o ritmo de jogo. Mas em uma bela cobrança de falta deles acabaram conseguindo o empate", lamentou o jogador.

Volta




03/10 - Fluminense empata com o Internacional (Pelenet)

PORTO ALEGRE - O Internacional saiu na frente, levou a virada e buscou o empate em 2 x 2, em um jogo emocionante disputado no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, na tarde deste domingo. Com este resultado, o clube gaúcho passou a somar 49 pontos na atual edição da Série A do Campeonato Brasileiro, um a mais que o Tricolor carioca, que foi a 48.

O duelo foi caracterizado por uma situação inusitada. Internacional e Fluminense entraram em campo com menos pontos do que possuíam no dia anterior. Os dois clubes foram prejudicados pela decisão do STJD, que anulou as 11 partidas apitadas por Edílson Pereira de Carvalho na competição. Enquanto o Colorado teve cancelada a vitória obtida contra o Coritiba, o Fluminense teve subtraído o resultado positivo que havia obtido sobre o Brasiliense (todos os duelos serão realizados novamente).

Outro ponto em comum apresentado pelos dois times era a longa invencibilidade. O elenco comandado pelo treinador Muricy Ramalho, somando o Brasileirão e a Copa Sul-Americana, não perdia há 12 jogos. O último tropeço do Inter foi no já distante dia 13 de agosto (3 x 2 para o Palmeiras, em São Paulo) - de lá para cá, foram oito vitórias e quatro empates.

Enquanto isso, o Fluminense possuía uma excelente condição no Nacional. A equipe das Laranjeiras não era derrotada há nada menos que 12 rodadas (vale lembrar que o tropeço contra o Juventude, ocorrido neste período, também foi anulado pelo STJD, devendo ser disputado novamente).

Em relação à torcida, mais uma vez houve um verdadeiro show no Beira-Rio, de acordo com a excelente fase que vem sendo atravessada pelo Colorado. Uma promoção de uma marca de café distribuiu ingressos entre os seus consumidores e facilitou ainda mais para que os espaços nas arquibancadas fossem completamente preenchidos. Não houve a comercialização de entradas nas bilheterias.

O Fluminense voltará a jogar pela Série A do Brasileiro na noite da próxima quarta-feira. O clube carioca irá receber o Corinthians no Rio de Janeiro. Já o Inter, no mesmo instante, irá enfrentar o São Paulo, novamente no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

O jogo

Os dois times começaram o jogo demonstrando uma enorme determinação. Mesmo marcando com intensidade, contudo, Inter e Fluminense não esqueceram do ataque. Logo aos 2min, o colombiano Rentería recebeu de Jorge Wagner, avançou com a bola dominada e chutou sobre o travessão, criando a primeira oportunidade de gol.

A resposta do Flu, até mesmo mais perigosa, ocorreu aos 14min. O centroavante Tuta chegou a driblar o veterano goleiro Clemer, mas perdeu o ângulo e foi obrigado a cruzar para o interior da grande área. Com o gol totalmente aberto, o zagueiro Edinho foi obrigado a se esticar todo para afastar.

A partida seguiu com os dois times alternando bons e maus momentos. Aos 16min, o Colorado voltou a assustar o Tricolor carioca através de uma boa cobrança de falta do ala-esquerdo Jorge Wagner. Bem colocado, o goleiro Cléber mostrou segurança e conseguiu fazer uma firme defesa.

Ainda na etapa inicial, outro momento de grande perigo criado pelo Fluminense foi aos 29min. Petkovic roubou a bola da zaga alvirrubra e passou para Felipe, que estava em total liberdade. O jogador acabou se atrapalhando e permitiu a recuperação dos defensores, no momento da conclusão.

Mas as melhores chances ainda pertenceriam ao Internacional. Aos 35min, Rafael Sobis chutou cruzado e chegou a vencer Cléber. Radamés, entretanto, conseguiu tirar de cima da linha do gol, para desespero do técnico Muricy Ramalho, à beira do gramado.

Já aos 43min, Rentería não desperdiçou a oportunidade. O atacante colombiano recebeu uma bela assistência de Élder Granja e finalizou com enorme violência, direto para o fundo das redes.

No segundo tempo, o Fluminense reagiu e alcançou o empate aos 12min. Depois de uma cobrança de falta de Petkovic, Rodrigo Tiuí se antecipou à defesa colorada e cabeceou no canto de Clemer.

Quando o Colorado procurava marcar o seu segundo gol, ocorreu uma nova surpresa no Beira-Rio. O Tricolor carioca decretou a virada aos 32min, através de Gabriel. O jogador recebeu de Juan e mandou a bola mais uma vez direto para o fundo das redes.

A partir daí, a pressão foi total por parte do Inter. O resultado demorou a ser alterado em virtude da excelente atuação do goleiro Cléber. O camisa de número um do Fluminense segurou quase todas as conclusões dos donos da casa, com destaque para duas conclusões consecutivas do jovem Rafael Sobis, aos 34min.

A exceção foi aos 41min, quando finalmente o Internacional alcançou o empate. Jorge Wagner, em uma cobrança perfeita de falta, acertou o ângulo, não permitindo a chegada do goleiro inimigo. Praticamente não havia tempo para mais nada.

Volta




03/10 - Kléber diz que não falhou no gol do Inter (GloboEsporte.com)

RIO DE JANEIRO - O goleiro Kléber, que completou 150 jogos com a camisa do Fluminense no empate por 2 a 2 com o Internacional, neste domingo, no Beira-Rio, já sabia que o lateral Jorge Wagner era um especialista em cobranças de falta. Por isso não se sentiu culpado ao não defender o gol feito pelo jogador, que acertou o canto direito do camisa 1. O goleiro elogiou a habilidade do adversário.

- O gol foi mérito dele, que cobrou muito bem. Mas não poderíamos ter feito a falta tão perto da área, pois sabíamos que o Jorge Wagner era um bom cobrador. Mas a equipe tem que ser elogiada, pois mostrou que pode brigar pelo título brasileiro - ressaltou Kléber, que se destacou pelas defesas difíceis que fez durante a partida.

Volta




03/10 - Arouca ressalta espírito de reação do Flu (GloboEsporte.com)

RIO DE JANEIRO - O volante Arouca estava chateado pelo Fluminense ter cedido o empate para o Internacional por 2 a 2 , neste domingo, no Beira-Rio, pelo Brasileiro. Mas preferiu ressaltar a força do Tricolor, que chegou a estar perdendo por 1 a 0 e conseguiu virar a partida para 2 a 1.

- Eles fizeram o gol no finalzinho, em uma bela cobrança, mas o mais importante é que o Flu não desistiu em nenhum momento de buscar a vitória - ressaltou Arouca, elogiando o gol marcado pelo lateral Jorge Wagner.

Volta




03/10 - Inter e Fluminense empatam no Beira-Rio (GloboEsporte.com)

RIO DE JANEIRO - No duelo de grandes forças, Internacional e Fluminense empataram por 2 a 2 na tarde deste domingo, no Beira-Rio, pelo Brasileiro. Muricy Ramalho, do Colorado, e Abel Braga, os dois treinadores que ainda seguem no cargo desde o início do campeonato, continuam a busca pelo título nacional.

Com o resultado, o Inter está na terceira colocação, com 49 pontos, e o Flu fica em quarto, com 48 pontos, já pela tabela atualizada após os 11 jogos anulados pelo STJD. Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta o Corinthians em Volta Redonda, na quarta-feira. No mesmo dia, o Inter recebe o São Paulo.

Peças importantes e equilíbrio

O Flu teve a volta de Felipe, que recebeu de volta a faixa de capitão, e o Inter contou com Fernandão. No primeiro tempo, as duas equipes tiveram pelo menos três chances reais de fazer o gol. As defesas cometeram algumas falhas, e quem aproveitou uma delas foi o Inter, que marcou aos 43 minutos, com Rentería.

A marcação forte continuou no segundo tempo. E, em uma partida equilibrada, o Tricolor empatou, aos 12 minutos. Petkovic cobrou falta pela direita e Rodrigo Tiuí, que entrou no lugar de Leandro, machucado, empurrou para dentro do gol de Clemer.

O Inter passou a pressionar mais, e obrigou o goleiro Kléber, que completou 150 jogos com a camisa tricolor, a fazer defesas importantes. O trabalho de Kléber foi recompensado aos 32, quando Gabriel recebeu cruzamento de Igor e fez o segundo, virando o jogo.

Mas o Flu não esperava o gol de empate, aos 41 minutos. Marcos Aurélio cometeu falta na entrada da área e Jorge Wagner cobrou com categoria, acertando o gol de Kléber. Mesmo com o empate, o Flu se manteve invicto. São nove jogos sem perder. A última derrota foi para o Juventude por 2 a 0, em partida que foi anulada pelo STJD.

Volta




03/10 - Para técnico do Flu, Inter ainda é o líder (Lancenet)

Apesar de ter considerado justa a decisão do STJD de anular as partidas que foram apitadas por Edílson Pereira de Carvalho, o técnico do Fluminense, Abel Braga, disse que ainda não conseguiu aceitar a armação do juiz. Após o empate de 2 a 2 com o Inter, no Beira-Rio, Abel comentou que a ficha ainda não caiu.

- Para mim, o Inter ainda é o líder e nós estamos em segundo. O Corinthians é que se deu bem nesta história, tudo por causa daquele cidadão (Edílson). Porém, acho que foi feito o correto. Mas que irrita, irrita - comentou Abel.

O STJD anulou neste domingo 11 partidas que teriam sido manipuladas por Edílson. O Corinthians, então, pulou da segunda colocação para a liderança antes mesmo do início da rodada do Brasileirão. A ponta foi mantida pelo Timão, que venceu o Brasiliense por 3 a 2. O Fluminense está em quarto lugar.

Volta




03/10 - Leandro dificilmente defenderá o Flu contra o Corinthians (Lancenet)

O médico do Fluminense Victor Favilla disse neste domingo que a possibilidade de Leandro enfrentar o Corinthians, quarta-feira, em Volta Redonda, é muito pequena. O jogador deixou o jogo contra o Inter aos 21 minutos do primeiro tempo com muitas dores na coxa direita e será submetido a uma ressonância magnética nesta segunda-feira, em Porto Alegre, para saber se houve estiramento.

- É improvável que ele jogue - esclareceu o médico.

O Fluminense treinará em Canoas (RS) na manhã desta segunda-feira e seguirá para o Rio de Janeiro em seguida.

Volta




03/10 - Abel considera empate com Inter bom resultado para o Flu (Lancenet)

O técnico Abel Braga considerou o empate de 2 a 2 com o Internacional, no Beira-Rio, um bom resultado para o Tricolor, principalmente por causa das circunstâncias da partida. O Fluminense perdeu o atacante Leandro, machucado, logo no início do jogo.

- O Leandro é um jogador que já está encaixado no nosso esquema de jogo. Foi uma grande perda. Mas acho que o resultado foi justo, pois os dois times jogaram no ataque. Só fiquei chateado quando vi o replay do segundo gol do Inter na TV. Não foi falta no lance. Foi uma pena, mas tudo bem, acontece - disse Abel.

O treinador tricolor também lamentou os gols perdidos pelo Flu, especialmente na primeira etapa, e a forma de atuar de Felipe.

- Tivemos três chances claras e não matamos o jogo. O Felipe também estava muito recuado, mas, no segundo tempo, ele foi mais à frente e o time cresceu. Todo mundo sabe que eu não gosto de empatar, mas não acho que hoje tenha sido tão ruim.

Volta




03/10 - Inter e Flu empatam em jogaço no lotado Beira-Rio (Lancenet)

Internacional e Fluminense entraram no Beira-Rio neste domingo na terceira e quarta colocações, respectivamente, do Campeonato Brasileiro. E fizeram uma partida digna de quem está na briga pelo título. Em um jogo muito movimentado, o empate em 2 a 2 acabou sendo justo para as duas equipes, que lutaram pela vitória do início ao fim. Com a igualdade, Colorado e Tricolor permaneceram nas posições em que estavam.

Com o apoio de 45.720 torcedores presentes, o Inter saiu na frente com Rentería, mas o Flu virou com Rodrigo Tiuí e Gabriel. No final, Jorge Wagner empatou numa bela cobrança de falta.

O Colorado começou o jogo no ritmo de sua torcida. A pressão foi grande no início, mas a zaga tricolor conseguiu segurar bem o ímpeto dos gaúchos. O Flu, então, se achou em campo e inverteu o domínio do jogo. Os cariocas passaram a atacar com freqüência: aos 13, Tuta chegou a driblar Clemer, mas errou na conclusão.

O técnico Abel teve um problema antes mesmo dos 20 minutos. O atacante Leandro sentiu uma dor muscular e teve de ser substituído por Rodrigo Tiuí. A alteração forçada resultaria em gol mais tarde.

Vendo a dificuldade de penetrar na área do Flu, o Inter passou a insistir nas jogadas aéreas, quase todas cortadas com um soco de Kléber. Mas em uma bola rasteira, quem salvou o Tricolor foi o volante Radamés, que tirou uma bola chutada por Rafael Sóbis quase em cima da linha.

Se o Flu não conseguiu marcar na primeira etapa, acabou sofrendo o gol. Aos 43, Igor e Juan bateram cabeça e Rentería fuzilou para a rede: 1 a 0.

O segundo tempo foi ainda mais movimentado do que o primeiro. E de marcação forte - na etapa final foram cinco cartões amarelos (além dos dois no primeiro tempo). O começo foi a já conhecida pressão do Inter, com o Flu equilibrando a partir dos dez minutos e empatando. Aos 12, depois de Pet levar um tapa na cara de Tinga, o Gringo cobrou falta com efeito e a bola passou por todo mundo, menos por Tiuí, que completou caindo: 1 a 1.

Na desvantagem, o Inter retomou o domínio. Aos 24, Kléber salvou o Tricolor em dois lances: no primeiro, Sóbis chutou à queima-roupa e o goleiro pegou. Em seguida, Kléber cortou o cruzamento do atacante colorado. Além de comemorar suas defesas, Kléber gritou ainda mais aos 32, quando Juan avançou pela esquerda e cruzou na medida para Gabriel virar o jogo: 2 a 1.

O Inter não desanimou e chegou ao empate por meio de uma falta na entrada da área. O Flu catimbou até a hora da cobrança, mas de nada adiantou: aos 41, Jorge Wagner mandou com perfeição, no ângulo direito de Kléber: 2 a 2.

No final, um empate não tão bom para os dois times, mas ótimo para quem assisitu a este clássico no Beira-Rio.

Volta




03/10 - Empate no Beira-Rio não frustra o Fluminense (Placar)

RIO DE JANEIRO - Mesmo tendo levado o gol de empate, marcado por Jorge Wagner aos 41 minutos do segundo tempo, após ter virado o jogo, o empate por 2 x 2 com o Internacional foi visto com bons olhos pelos jogadores do Fluminense. Após a partida, o consenso entre os tricolores era de que o time ganhou um ponto no Beira-Rio.

“No primeiro tempo, quando o jogo estava melhor para nós, erramos e levamos um gol. Na segunda etapa, conseguimos virar o placar, mas não conseguimos suportar a pressão do Inter. Mas acredito que não foi um mal resultado, já que enfrentamos um dos melhores times do Brasileiro em sua casa”, disse Felipe.

O volante Arouca também considerou o empate um bom negócio. “Mostramos força e conseguimos virar, mas o Jorge Wagner teve muita categoria naquela cobrança de falta. Não vencemos, mas conseguimos um ponto importante”, disse.

Recorde

Com o gol marcado no Beira-Rio, o segundo do Fluminense no empate por 2 x 2 com o Inter, Gabriel ficou perto de um recorde. Falta apenas mais um para que o jogador se torne o lateral que mais balançou a rede na história do Campeonato Brasileiro, com 17 gols. Gabriel é o artilheiro do Fluminense na atual competição, com 14.

Volta




03/10 - “STJD não tinha de ouvir aquele safado”, diz Horcades (Gazeta)

São Paulo (SP) - Mesmo tendo uma vitória impugnada, o Fluminense aprovou a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de cancelar os 11 jogos arbitrados por Edílson Pereira de Carvalho no Campeonato Brasileiro.

Em entrevista à GE Net, neste domingo, o presidente do Tricolor, Roberto Horcades, apontou que o tribunal não tinha mesmo de ouvir as opiniões de Carvalho. “A decisão do STJD foi correta. Não tinha de ouvir mesmo aquele cabra safado”, disparou.

O mandatário do Fluminense concordou com Luiz Zveiter sobre a falta de credibilidade do árbitro, já que Carvalho afirmou que não teve condições de manipular o jogo entre Fluminense e Brasiliense, e mesmo assim a partida foi impugnada.

“Isso não tem problema. Não tinha mesmo como acreditar naquele moleque. Ele atrapalhou todo o Brasileiro, fez uma desgraça e agora a gente tem de refazer tudo. Foi certo e o Fluminense não tem nada a temer”, comentou.

Volta




02/10 - Expectativa de como vai ficar o time (Jornal dos Sports)

Parece ironia do destino. Antes da contratação de Petkovic, a questão mais levantada nas Laranjeiras era como funcionaria o esquema de Abel com Felipe e Pet juntos. O próprio Abel deu margem a essa discussão porque questionou a contratação do sérvio, alegando que já contava com Felipe.

Mas a verdade é que ainda não se pôde comprovar como ficará o Fluminense com os craques, pois só atuaram juntos na estréia de Pet, contra o São Paulo, no primeiro tempo diante do Paysandu e poucos minutos da goleada sobre o Cruzeiro. Só que essa dúvida não passa na cabeça dos tricolores, que já comprovaram a importância de ambos. E Pet concorda.

“Sem dúvida a entrada de Felipe dará mais qualidade ao time. É uma pena que quando ele estava bem, eu me machuquei e, depois, foi a vez dele se contundir. Espero que agora não aconteça mais nenhum problema”, disse o sérvio.

Volta




02/10 - Radamés é o novo xodó de Abel (Jornal dos Sports)

Quando Marcão deixou o Fluminense para jogar no Qatar, Abel pediu a diretoria a contratação de um jogador para substituí-lo. Atendendo o seu pedido, os cartolas contrataram Milton do Ó e Marcos Aurélio. Mas foi Radamés(foto), jovem de 19 anos revelados nas categorias e base do clube, quem ganhou a posição de titular, barrando os novos contratados. Radamés vinha se firmando no time até que, há dois meses, sofreu uma fratura no dorso do pé direito. A contusão o afastou dos campos e o jogador teve que recuperar seu espaço ao voltar aos treinos, já que a concorrência havia aumentado. Mas no jogo contra o Santos, no último domingo, ele entrou no lugar de Marcos Aurélio no intervalo, teve excelente atuação e ganhou moral com Abel e os torcedores, que já perseguiam o antigo titular. Mesmo sem começar jogando uma partida há dois meses, o preparador físico Cristiano Nunes garantiu que Radamés terá condições de suportar os noventa minutos. Ele será ao lado de Arouca, seu companheiro de Xerém, os carregadores de piano do time que conta com astros como Pet e Felipe. “Estou pronto para jogar. O entrosamento com o Arouca é muito bom. Vamos dar uma boa sustentação para o Felipe e o Petkovic. Acredito que tenha condições de atuar os 90 minutos”, disse.

Volta




02/10 - Força máxima no Sul (Jornal dos Sports)

Fluminense e Internacional fazem hoje, às 16h, no Beira-Rio, um jogo que já está sendo considerado uma final antecipada do Brasileiro. E o confronto realmente reúne todos os ingredientes de uma grande decisão. Há muito tempo os times não fazem uma temporada tão positiva. Conquistaram os estaduais no primeiro semestre e fazem boas campanhas tanto no Brasileiro como na Sul-Americana. Mas Abel e Muricy Ramalho, os únicos técnicos da Séria A que se mantêm no comando do mesmo clube desde o início do ano, consideram o título do Campeonato Brasileiro o principal objetivo de seus trabalhos. Quem levar a melhor no clássico de hoje dará um importante passo para alcançar essa meta.

Apenas um ponto separa as equipes na tabela de classificação. O Inter é o líder com 51. O Flu está em terceiro com 50. Entre eles há o Corinthians, também com 50, que enfrenta o Brasiliense.

O Fluminense aposta suas fichas na dupla Petkovic e Felipe. Juntos, os craques jogaram apenas 145 minutos. Os tricolores acreditam que, em forma, os dois podem fazer a diferença na reta final do campeonato e levar o Fluminense a um título que não conquista há mais de 20 anos.

Uma das razões do sucesso de Fluminense e Internacional é a manutenção de seus treinadores, que estão no comando das equipes desde o início da temporada.

“A gente está há mais tempo no cargo que todos os outros treinadores do campeonato e isso mostra porque Fluminense e Inter ocupam as primeiras posições”, disse Abel, que considera o adversário de hoje o melhor do país.

Além da volta de Felipe, o técnico confirmou Leandro e Radamés entre os titulares. O atacante volta após cumprir suspensão contra o Banfield e Radamés ganhou a disputa com Milton do Ó e Marcos Aurélio e começa jogando.

Volta




02/10 - Inter e Fluminense buscam a ponta do Brasileiro (Lancenet)

Líder do Brasileirão com 51 pontos, o Internacional recebe o Fluminense às 16h deste domingo, no Beira-Rio. A partida é de fundamental importância para as duas equipes, já que o Tricolor tem 50 pontos e ultrapassará o Colorado em caso de vitória. Mérito das equipes que mantêm seus treinadores.

Além do confronto entre dois dos líderes do Brasileiro, a partida terá um ingrediente a mais: Abel Braga e Muricy Ramalho são os únicos técnicos da Série A que estão na mesma equipe desde o início da competição. Este é um dos motivos, na visão de Abel, para a boa campanha dos times no Brasileirão.

- Infelizmente isso acontece no futebol. Lamentei a saída do Gallo (Santos) e do Márcio Bittencourt (Corinthians). Quando um técnico fica por muito tempo numa equipe, pode fazer algumas observações - destacou.

A manutenção dos treinadores tem rendido frutos aos times: ambos são campeões estaduais, estão classificados para as quartas-de-final da Copa Sul-Americana, além de estarem em posição de destaque no Brasileirão.

A liderança do Inter, conquistada três rodadas atrás, passa pelo primeiro grande teste: aquele que Muricy Ramalho, seu técnico, considera o melhor time do campeonato. Ele só lamenta que, enquanto o adversário vem completo, reforçado de Felipe, o Colorado entra desfalcado de Ricardinho, Índio e talvez de Edinho.

- O problema é que as nossas lesões são demoradas. O Índio vai parar um mês e meio, e ele é importantíssimo para a nossa defesa - lamentou-se o técnico.

Em relação ao jogo contra os argentinos, a principal novidade é a volta do meia Fernandão, que está fora há duas semanas por causa de lesão no tornozelo esquerdo. Além disso, o Inter ganha um bom reforço para o banco, Márcio Mossoró. Ele e Rentería não estão inscritos na Sul-Americana.

Neste Brasileiro, o Inter só mudou do 3-5-2 para o 4-4-2 para dar vez ao meia Ricardinho, que pedia passagem. Mas é possível que Edinho, volante de origem, seja adiantado para o meio-campo, se tiver condições físicas. O setor teria ainda Gavilan, Fernandão e Tinga. O motivo: anular a superdosagem de talento que o Fluminense apresenta no setor.

- Um meio-campo que tem Petkovic e Felipe excede - elogia Muricy.

Já o Tricolor terá um importante reforço para a partida: o meia Felipe. Recuperado de um estiramento na coxa esquerda, o craque viajou para Porto Alegre e treinou normalmente com os companheiros, no CT da Ulbra, em Canoas. Após a atividade, Felipe reclamou de dores musculares mas garantiu que joga.

- Mesmo sem estar 100%, vou jogar. É a hora de ajudar o time - afirmou Felipe.

Após a vitória de virada sobre o Santos por 4 a 3, na última rodada, o Fluminense terá mais um jogo contra um dos candidatos ao título. Invicto há oito rodadas, o Tricolor tem uma seqüência complicada nesta fase da competição para se manter bem colocado: enfrentou o Santos, encara o Inter fora de casa e recebe o Corinthians na próxima rodada, em Volta Redonda.

Volta




02/10 - Tuta não vê duelo com Fernandão no Inter x Flu (Lancenet)

Tuta até considera que ele e Fernandão, que neste domingo volta ao time do Internacional, têm características parecidas. Mas o artilheiro do Fluminense na temporada, com 30 gols, não crê em duelo particular com o rival:

- A briga será entre Internacional e Fluminense, só isso. Mas é claro que o nosso confronto será um atrativo a mais para os torcedores. Eles sabem que vão ver em campo dois grandes artilheiros - disse.

Tuta fez diversos elogios a Fernandão, que passou um bom tempo afastado por causa de lesão.

- O Fernandão é um excelente cabeceador. Fora isso, também sabe jogar muito bem quando tem a bola nos pés - completou.

Volta




02/10 - Leandro diz que Felipe é o principal reforço do Flu (Lancenet)

Depois de ficar de fora da partida contra o Banfield, na quarta-feira, por ter sido expulso no jogo de ida, Leandro volta ao time do Fluminense neste domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio. Mais importante do que sua volta, segundo o próprio atacante, é o retorno do meia Felipe, que estava afastado por causa de um estiramento na coxa esquerda.

- O time conta muito com o Felipe - disse Leandro.

Volta




02/10 - Pet diz que Inter x Flu não é final antecipada (Lancenet)

O clima de final antecipada neste domingo entre Internacional e Fluminense contagia torcedores e até jogadores. O meia Petkovic, porém, afirma que para o Fluminense será apenas mais um jogo decisivo.

- A nossa motivação é maior quando o adversário é bom, mas não acredito em final antecipada. É um campeonato de pontos corridos e todos os jogos são decisivos - opinou Pet.

O que o gringo garante no Beira-Rio é um bom espetáculo:

- A torcida vai ver um jogo excelente como foi contra o Santos, por causa da qualidade dos dois times.

Volta




02/10 - No Sul, Flu mantém tabu contra o Inter (Pelenet)

RIO DE JANEIRO - O Internacional, adversário do Fluminense neste domingo, no Beira-Rio, é o líder do Campeonato Brasileiro, tem um bom conjunto, jogadores de destaque e, ainda por cima, jogará em casa.

Mas a vantagem de ter a torcida a seu favor não vem sendo muito bem aproveitada pelos gaúchos quando joga contra o Tricolor. Há oito anos o Flu não perde para o Colorado em Porto Alegre.

A última vez que isso aconteceu foi no Campeonato Brasileiro de 1997, quando os gaúchos golearam o Fluminense por 4 a 1. Naquele ano, o time das Laranjeiras não ia nada bem e, ao final da competição, seria rebaixado para a Segunda Divisão.

Desde então, Fluminense e Internacional jogaram quatro vezes no Rio Grande do Sul. Houve três empates e uma vitória tricolor, a de 2003, quando Carlos Alberto marcou o único gol da partida.

No atual Brasileirão, as duas equipes apresentam retrospecto favorável e a partida deste domingo vale a liderança da competição. Se os gaúchos vencerem, asseguram a manutenção do topo da tabela. Para chegar lá, o Tricolor precisa vencer e torcer por um tropeço do Corinthians diante do Brasiliense.

No confronto entre Fluminense e Inter, a vantagem é da equipe gaúcha. Ao longo de 35 jogos, o Colorado venceu 14 vezes e o Tricolor nove. Houve 12 empates. No primeiro turno deste ano, os cariocas venceram por 3 a 0, gols de Antonio Carlos, Preto Casagrande e Toró. Nenhum dos três estará em campo neste domingo.

Volta




02/10 - Flu opta por Radamés contra o Inter (Placar)

RIO DE JANEIRO - O técnico Abel Braga não confirma a escalação do Fluminense para o jogo deste domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio. Mas a única dúvida do treinador foi dissipada no treino da manhã deste sábado, no campo da Ulbra, em Porto Alegre: Radamés, que atuou entre os titulares, será o substituto de Preto contra o Colorado.

Com a escalação de Radamés, Abel não terá que voltar a adotar o esquema 3-5-2, o que seria necessário caso optasse pelo líbero Milton do Ó. Marcos Aurélio também disputava o lugar, mas não vem agradando e deve perder ainda mais espaço quando Marcão, que voltou às Laranjeiras, estiver novamente em forma.

“Estou pronto para jogar. O entrosamento entre eu e Arouca é muito bom e vamos dar sustentação para que Petkovic e Felipe possam criar”, afirmou Radamés.

Desfeita a única dúvida que restava a Abel, o Fluminense enfrentará o Inter com a seguinte formação: Kleber, Gabriel, Igor, Gabriel Santos e Juan; Arouca, Radamés, Petkovic e Felipe; Leandro e Tuta.

Volta




01/10 - Pela liderança, Flu encara Internacional(Pelenet)

PORTO ALEGRE - A partida entre Inter x Fluminense, que será disputada no estádio Beira-Rio na tarde deste domingo, reúne todos os ingredientes de uma final antecipada do Brasileirão. As equipes, que desde o começo da competição ocupam a ponta de cima na tabela de classificação, são fortes candidatas ao título e protagonizam o principal confronto da 29ª rodada. Apenas um ponto separa os dois clubes. O colorado é 1º, com 51 pontos, e o Tricolor carioca é 3º, com 50.

Os treinadores são cautelosos, demonstram respeito, e às vésperas do confronto se dedicaram a trocar elogios mútuos sobre os times. Muricy Ramalho, que jogará em casa, afirma que "o Fluminense pratica o melhor futebol no Brasil". Enquanto isso, Abel Braga diz que "o entrosamento do Inter é ótimo e proporciona essa grande campanha que estão fazendo".

No treino da tarde de sexta-feira, a grande novidade no Beira-Rio esteve na presença do atacante Fernandão, que pode ser a novidade no time colorado. Já o zagueiro Edinho acusou dores no joelho esquerdo e passou a ser dúvida de última hora.

O zagueiro Índio, com a fratura de duas costelas e perfuração do pulmão direito, foi a nova baixa do clube após o jogo contra o Rosario Central, realizado na noite de quinta-feira, juntando-se a outro defensor, Wilson, ao meia Ricardinho e o atacante Iarley, todos entregues ao departamento médico.

Muricy não confirma a presença de Fernandão e nem qual esquema vai adotar, mas deve manter o preferido 3-5-2. "Aproveitei o treino para sentir como ele está, mas ainda vamos conversar para avaliar melhor se possui condições de atuar".

As duas equipes defendem, coincidentemente, uma invencibilidade de oito jogos no Brasileirão. As últimas derrotas aconteceram na 20ª rodada, o Inter para Palmeiras e o Flu para o Juventude. O Colorado ocupa a liderança há três rodadas e sua a missão neste domingo é se manter no topo.

Os times que por mais tempo lideraram foram a Ponte Preta (oito rodadas) e o Corinthians (seis). Botafogo, Santos, Fluminense e até o Atlético-MG - na largada da competição - foram os outros líderes, mas não por mais do que três jogos.

A equipe carioca sempre se manteve entre as principais candidatas ao título e sua situação até pode melhorar, pois a derrota do tricolor para o Juventude por 2x1 está sob suspeita e pode ser anulada em função do escândalo instalado a partir das denúncias ao árbitro Edílson Pereira de Carvalho.

O Fluminense, que esteve na Argentina jogando pela Sul-Americana, viajou direto para Porto Alegre, mas não reclamou da maratona. As ausências no time, todas por lesão, são os volantes Preto Casagrande e o atacante Beto. O grupo treinou na capital gaúcha, na tarde de sexta, mas o técnico Abel Braga manteve a dúvida entre Radamés ou Milton do Ó no meio-campo, setor que contará com o retorno de Felipe, que esteve afastado por lesão muscular.

Abel evita supervalorização da partida e afirma que não a considera uma decisão antecipada do campeonato. Porém, prevê muitas dificuldades em função do coletivo do time adversário. "O Muricy tem o grupo na mão, conhece muito bem seus jogadores. Não é surpresa essa ótima campanha do Inter. Mas, é claro, eles terão dificuldades, assim como nós. É jogo difícil para os dois lados", declarou o técnico da equipe carioca.

O estádio Beira-Rio deverá estar lotado neste domingo. A partida faz parte da promoção através da qual os ingressos podiam ser trocados por vidros de café, no convênio firmado com a multinacional Nestlé, e há vários dias não havia mais nenhum bilhete disponível para a grande partida.

Volta




01/10 - Abel diz que Inter jogará com tudo para manter a ponta (Lancenet)

O sufoco que o Internacional - adversário de domingo do Fluminense - passou no empate de 1 a 1 com o Rosário Central, na quinta-feira à noite, pela Copa Sul-Americana, não deixou o técnico tricolor Abel Braga mais otimista:

- O Inter fez igual ao Fluminense contra o Banfield: só administrou a vantagem. Mas no domingo o foco deles será outro - afirmou Abel.

O Colorado é o líder do Campeonato Brasileiro, com 51 pontos, seguido de Corinthians e Flu, que têm 50. Os times gaúcho e carioca estão nas quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

Volta




01/10 - Internacional e Fluminense fazem duelo de potências no Beira-Rio (Placar)

RIO DE JANEIRO - Neste domingo, às 16h, o estádio Beira-Rio será palco de um confronto que pode valer a liderança do Campeonato Brasileiro, entre duas equipes que a cada rodada se firmam como postulantes ao título da temporada: Internacional x Fluminense, um jogo que promete emoção do primeiro ao último minuto. O Colorado ocupa a primeira posição na tabela, com 51 pontos, apenas um a mais que o Tricolor.

Tanto Inter quanto Flu vêm de jogos nos quais conseguiram vaga nas quartas-de-final da Copa Sul-Americana, superando times da Argentina, Rosario Central e Banfield, respectivamente. Isso mostra quanto estão fortes nesta temporada e podem reviver os históricos confrontos da década de 70, quando tinham em seus meio-campos craques da estirpe de Falcão e Rivellino.

Além de contar com o apoio da torcida, o Internacional vem embalado para esta partida. O time comandado pelo treinador Muricy Ramalho não perde há nada menos que 12 compromissos oficiais. O último tropeço do Inter foi no já distante dia 13 de julho (3 x 2 para o Palmeiras, em São Paulo). Porém, se a maratona de jogos pelo Brasileiro e Sul-Americana estar dando enorme moral, também está forçando baixas no elenco colorado.

Muricy, que já havia perdido Ricardinho, Fernandão, Iarley e Wilson, entre outros, agora também não poderá contar com Índio. O zagueiro sofreu fraturas em duas costelas diante do Rosário Central e ficará totalmente afastado dos gramados por cerca de 45 dias. A novidade será o retorno do colombiano Rentería ao ataque. O jogador não enfrentou os argentinos por não ter sido inscrito na Copa Sul-Americana.

No Fluminense, o otimismo também é grande. Principalmente porque o time terá de volta uma peça importante no esquema do técnico Abel Braga: o armador Felipe, que mesmo sentindo algumas dores, garante que estará em campo. “Ainda sinto alguma dor quando chuto com o peito do pé, mas até a hora do jogo estarei melhor. É hora de ajudar a equipe”, disse o camisa 10.

Além de Felipe, Leandro, que não enfrentou o Banfield, pela Sul-Americana, por estar suspenso, também volta à equipe, para formar o quarteto ofensivo com Petkovic, Felipe e Tuta. Sem Preto, lesionado, Radamés, Milton do Ó e Marcos Aurélio disputam a vaga de segundo volante tricolor para auxiliar Arouca na proteção à zaga.

Volta




01/10 - Para Abel, confronto com o Inter não é final antecipada (Gazeta)

Rio de Janeiro (RJ) - Apesar de todo o clima criado em torno da partida entre Internacional e Fluminense, neste domingo, em Porto Alegre, o técnico Abel Braga diz que o confronto não é uma antecipada do Campeonato Brasileiro. Para o treinador tricolor, é muito cedo para que uma previsão destas seja feita.

Abel lembrou que o Fluminense vem conquistando bons resultados quando enfrenta equipes tradicionais do futebol brasileiro, ao mesmo que acumulou alguns tropeços em times de menor expressão no país.

O duelo deste domingo marcará o encontro de clubes que ainda não mudaram de técnico no Campeonato Brasileiro. “Infelizmente, isso acontece no futebol. Lamentei a saída do Gallo (Santos) e o Márcio Bittencourt (Corinthians). Quando um técnico fica por muito tempo numa equipe, pode fazer algumas observações. No Fluminense, temos o caso do Radamés, Arouca, Juan e o Cruz, que ainda têm um belo futuro”, afirmou o treinador.

Volta




01/10 - Abel avisa que não teme pressão vai atacar o Inter (O DIA Online)

O técnico Abel Braga respeita o adversário, mas não teme a pressão que o Inter-RS e a torcida colorada farão dentro e fora de campo, no jogo no Beira-Rio, quando estará em jogo a liderança do Brasileiro, em poder do time gaúcho. Com a volta de Felipe e Leandro, Abel avisa que vai partir para cima do adversário.

“O Inter é o líder e merece respeito, mas vou com o esquema ofensivo para cima deles, mesmo jogando na casa do adversário”, garantiu ontem o técnico tricolor, após o treino no CT da Ulbra, em Canoas.

Embora considere o jogo importante, Abel não acredita que o vencedor já poderá ser considerado virtual campeão brasileiro. “De jeito nenhum. O vencedor vai colocar uma vantagem, mas ainda tem muita coisa para acontecer”, entende ele.

Abel ainda não definiu o esquema que vai utilizar: o 3-5-2, mantendo os três zagueiros – Gabriel Santos, Milton do Ó e Ígor –, que enfrentaram o Banfield, ou se volta ao 4-4-2, com Radamés formando o meio-campo ao lado de Arouca, Felipe e Petkovic.

Volta